quinta-feira, 17 de abril de 2014

Centenário do Sul (PR) debate estratégias para fortalecer interação família-escola

Participantes da Oficina de Formação de Mobilizadores
em Centenário do Sul (PR)
Que ações desenvolvemos? Quem são nossos parceiros? Quais são as estratégias de comunicação e conteúdos de sensibilização? Esses foram alguns dos questionamentos propostos durante a Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Centenário do Sul (PR) para incentivar o debate sobre como o município pode fortalecer a interação entre familiares e educadores. A atividade de capacitação de mobilizadores foi promovida no dia 20 de fevereiro, por iniciativa da Secretaria Municipal de Educação da cidade paranaense.

Além da secretária de Educação, Sueli Simon, e do vice-prefeito, Edgar Soares, a Oficina contou com o apoio de membros das secretarias municipais de Assistência Social e Esportes e da Câmara de Vereadores. Entre seus 120 participantes, a formação reuniu representantes das igrejas Assembleia de Deus, Assembleia de Deus Ministério Madureira e Presbiteriana, bem como professores e conselheiros tutelares.

Representantes de diversos segmentos sociais estiveram
presentes na formação
Durante a capacitação, conduzida pelo representante do Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE) no Ministério da Educação, Paulo Ronaldo dos Santos, os voluntários conheceram as metas e estratégias do PMSE e exemplos de boas práticas de incentivo à interação família-escola-comunidade desenvolvidas em diversas localidades. Foram apresentados também dados sobre a educação brasileira, os fundamentos da interação família-escola e orientações para implementar o Plano no município. 

Apresentação do Coral da EM São José
Com base nas informações recebidas na Oficina, os mobilizadores de Centenário do Sul deram início à articulação de Plano de Ação a ser executado na cidade. “Os participantes foram instruídos a realizar ações de mobilização com foco nas diretrizes do Plano de Metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), à luz das necessidades locais”, destacou o palestrante, Paulo Ronaldo.

O evento contou, ainda, com atividades culturais promovidas por alunos – dança clássica, apresentada por alunas de academia local, e coral de estudantes da Escola Municipal São José.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Solicite exemplares da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos e mobilize sua comunidade!

No início do ano letivo, o Blog da Mobilização lançou a Campanha de Volta às Aulas: Nenhuma Família Fora da Escola, com o intuito de aproveitar o período em que os familiares de alunos costumam estar mais presentes nas escolas para promover a sensibilização sobre a importância da sua participação no dia a dia escolar. Mas essa conscientização pode - e deve - estender-se a todo o ano.

Se você ainda não solicitou exemplares da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos para aderir à Campanha, entre em contato conosco pelo e-mail mobilizacaosocial@mec.gov.br.

Mais informações sobre como trabalhar a cartilha junto a seus públicos de atuação podem ser encontradas no Plano de Ação disponível aqui.


terça-feira, 15 de abril de 2014

Belford Roxo (RJ) sedia Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação

Clique na imagem para visualizar o convite para a Oficina
O Comitê de Mobilização da Baixada Fluminense, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Belford Roxo, promovem, nesta terça-feira (15), Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. Realizada na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Belford Roxo, a formação conta com exposições conduzidas pelo representante do Plano de Mobilização Social pela Educação no Ministério da Educação, Sérgio Benedito Maia.

Durante a Oficina, os voluntários vão conhecer as metas e estratégias do PMSE, bem como exemplos de sua implementação em diversas localidades e sugestões de atividades baseadas no Plano. Serão fornecidas, ainda, informações sobre a educação brasileira e orientações para a elaboração de Plano de Ação com base na realidade socioeducacional da região. Entre os participantes da capacitação estão professores, pais de alunos, técnicos da Secretaria Municipal de Educação, líderes religiosos e conselheiros dos municípios da Baixada.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Belford Roxo
Data: 15 de abril de 2014
Local: OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – Rua Tuiuti, nº 8 e 9, São Bernardo, Belford Roxo-RJ
Horário: 10 às 17h

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Escola de Anápolis (GO) estimula aproximação entre familiares e educadores

A mobilizadora Elisabete Pereira conversou com os pais
sobre a importância da interação família-escola
 Com o objetivo de melhorar a relação entre pais e educadores e, assim, contribuir para a melhoria do aproveitamento do ensino, a direção da Escola Municipal Dr. Anapolino Silvério de Faria, em Anápolis (GO), vem realizando atividades que enfatizam a importância da participação das famílias no cotidiano escolar. Exemplo do empenho da instituição em envolver os familiares pôde ser conferido no dia 28 de fevereiro, quando a escola convidou os pais de alunos para café da manhã e conversa com os educadores.

Durante a atividade, promovida em parceria com o Comitê de Mobilização local, os familiares e profissionais da Educação discutiram sobre a necessidade de aumentar o acompanhamento pelos responsáveis não só das tarefas extraescolares, mas também dentro do ambiente escolar. Para tanto, os pais foram apresentados a todos os membros da equipe de funcionários da EM Dr. Anapolino Silvério de Faria, com o intuito de que os familiares possam se sentir mais à vontade para procurá-los caso precisem.

Ação contou com a presença de cerca de 90 familiares
De acordo com a integrante do Comitê e capelã escolar Elisabete Rosa Pereira, liderança da Mobilização em Anápolis, as ações na unidade de ensino vêm apresentando bons resultados. “Os pais apreciam as reuniões e são participativos, mesmo que ainda sejam necessários alguns ajustes e mais incentivo para que os familiares vejam a escola como um bem em seu favor e não uma ilha distante”, ponderou a mobilizadora.

Os participantes da atividade receberam exemplares da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos, material que vem sendo utilizado pela escola nas ações direcionadas a incentivar o envolvimento dos pais.

Projeto Menino Carpinteiro

Cartilha da Mobilização é utilizada pela EM para
orientar o envolvimento dos pais no cotidiano escolar
Além do café da manhã com os pais, o Comitê de Anápolis vem contribuindo com outras ações de incentivo à interação família-escola na EM Dr. Anapolino Silvério de Faria. Desde janeiro, a mobilizadora Elisabete Pereira vem auxiliando na implementação do Projeto Menino Carpinteiro, desenvolvido em observância ao Projeto Político Pedagógico (PPP) da escola e com o apoio da Capelania Brasileira.

O Projeto busca envolver os pais, professores e a comunidade em geral em suas atividades e tem como objetivo “motivar a classe infanto-juvenil a se relacionar melhor com os colegas, discutir assuntos transversais de acordo com as idades, como fraternidade, solidariedade, entre outros assuntos, e introduzir estudantes e comunidade à bricolagem”, relatou Elisabete.

Com informações de Elisabete Rosa Pereira, mobilizadora social pela Educação em Anápolis (GO).

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Mais Educação recebe inscrição de escolas públicas até maio

Está aberto o período de cadastramento de novas escolas públicas que pretendam integrar o Programa Mais Educação, da Secretaria de Educação Básica (SEB) do Ministério da Educação. O cadastramento deve ser feito por meio do acesso ao sistema do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) interativo e o cadastramento pode ser feito até o final de maio.

A oferta da educação integral é realizada por meio da diversificação de atividades educacionais. As escolas passam a oferecer orientação de estudos e leitura, com acompanhamento pedagógico, obrigatória para todas as escolas, com monitoria, preferencialmente, de estudante de licenciaturas vinculadas ao Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), ou estudante de graduação com estágio supervisionado.

Além do acompanhamento, os participantes podem optar por ações nas áreas de educação ambiental; esporte e lazer; direitos humanos em educação; cultura e artes; cultura digital; promoção da saúde; comunicação e uso de mídias; investigação no campo das ciências da natureza e educação econômica.

A meta para 2014 é alcançar a adesão de 60 mil escolas. Escolas que se apresentam com 50% ou mais de estudantes participantes do Programa Bolsa Família mantêm-se prioritárias para o atendimento, considerando a intersetorialidade do programa com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), por meio do Programa Brasil Sem Miséria.

O Programa Mais Educação tem a finalidade de contribuir para a melhoria da aprendizagem, com o estímulo à ampliação do tempo de permanência de crianças, adolescentes e jovens matriculados em escola pública. É a estratégia indutora da educação em tempo integral no Brasil, instituída pela Portaria Interministerial n.º 17/2007 e regulamentado pelo Decreto 7083/2010.

Acesse a página do PDDE Interativo para cadastrar a escola

Confira o passo a passo para o cadastramento de novas escolas

Fonte: Portal do MEC

terça-feira, 8 de abril de 2014

Comitê de Araucária (PR) mobiliza famílias e comunidade pela melhoria da Educação

Membros do Comitê de Mobilização de Araucária, no Paraná, estiveram reunidos, no dia 7 de março, para avaliar as ações de incentivo à interação família-escola desenvolvidas junto à comunidade em 2013 e para planejar novas atividades para 2014. O encontro foi realizado na Biblioteca Pública Municipal Emiliano Perneta e marcou também o início da preparação para a Semana Municipal de Mobilização Social pela Educação, a ser realizada na cidade paranaense entre os dias 15 e 19 de setembro.

Membros do Comitê de Araucária (PR)
Durante a reunião, o mobilizador Moacir Tuleski apresentou aos demais integrantes do Comitê as ações desenvolvidas pelo grupo de mobilizadores que fazem parte da Guarda Municipal de Araucária e atuam no Departamento de Ação e Prevenção (DAP). No ano anterior, os voluntários do DAP visitaram diversas escolas para conversar com os pais sobre vários temas, como violência nas escolas e prevenção ao uso de drogas, divulgando também a mensagem da Cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos.

De acordo com o mobilizador Everton Oliveira de Souza, as atividades de conscientização sobre a importância da interação família-escola promovidas pelos voluntários da Guarda Municipal alcançaram número expressivo de familiares de alunos. “Foram alcançadas cerca de 12 mil pessoas, entre pais e alunos. O grupo pretende, neste ano, realizar uma avaliação nas escolas através de questionário para verificar o impacto positivo das visitas”, afirmou.
 
Entre as ações programadas durante o encontro para 2014, o Comitê de Mobilização de Araucária pretende, com o apoio da Faculdade Nacional de Educação e Ensino Superior do Paraná (Faneesp), implementar o Projeto Abrace Sua Escola nas unidades de ensino municipais. A ser promovido durante a Semana de Moblização Social pela Educação, o Projeto visa envolver mobilizadores, pais, mães, alunos e educadores para contribuir para a prevenção da violência escolar, por meio do incentivo ao protagonismo juvenil e à capacitação de jovens.

Com informações de Everton Oliveira de Souza, mobilizador social pela Educação em Araucária (PR).

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Itajaí (SC) recebe Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação

A Secretaria Municipal de Educação de Itajaí, em parceria com o Comitê de Interação entre Família, Escola e Sociedade Organizada (CIFESO), realiza, nesta terça e quarta-feira, dias 8 e 9 de abril, Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. A atividade conta com o apoio da equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação (PMSE/MEC), e tem como objetivo fortalecer as ações de incentivo à interação família-escola na cidade catarinense.

Conduzido pelo representante do PMSE/MEC, Paulo Ronaldo dos Santos, o evento de formação conta com exposições sobre as metas, estratégias e estatísticas do Plano de Mobilização, bem como exemplos bem-sucedidos de sua implementação em diversas localidades. Serão apresentados, ainda, os fundamentos da interação família-escola, os desafios e avanços da educação brasileira e orientações para reforçar a atuação do Comitê local, o CIFESO.

Além de formar voluntários para atuarem como mobilizadores sociais pela Educação, a Oficina em Itajaí tem entre suas metas capacitar os participantes para atuarem no combate à violência escolar. Jovens do Projeto Crescer – iniciativa que ajuda jovens de baixa renda de 16 a 24 anos a entrarem no mercado de trabalho – vão participar do evento e, na oportunidade, serão oferecidos cursos para o público jovem.

Encontro de mobilizadores

https://sites.google.com/site/familiaeducadora1/Movimento%20Social%20pela%20Educa%C3%A7%C3%A3o%20em%20Itaja%C3%AD-2014.pdf?attredirects=0&d=1
Clique na imagem para acessar a apresentação sobre a
Mobilização Social pela Educação em Itajaí (SC),
apresentada no encontro de mobilizadores
do dia 6 de março
Em preparação para a Oficina, a supervisora de Programas Educacionais da Secretaria Municipal de Educação e membro do CIFESO, Nádia Regina Machado, promoveu, com o apoio dos demais integrantes do Comitê, encontro com os voluntários da Mobilização Social pela Educação em Itajaí. Realizada no dia 6 de março, a ação teve como finalidade reunir representantes de todas as escolas da rede municipal de ensino da cidade catarinense e convidá-los a integrarem o Comitê local.

Durante o encontro, a mobilizadora expôs apresentação com o histórico da Mobilização em Itajaí. “A apresentação detalha o processo do movimento gradativamente, desde o início, e as etapas percorridas e alcançadas, como, por exemplo, ter um programa na Secretaria Municipal de Educação para promover a interação entre Família e Escola, através das diretrizes do Movimento Social pela Educação e constituir o Comitê do Movimento Social pela Educação em Itajaí, além das articulações que foram e serão realizadas”, relatou Nádia Regina.

A mobilizadora descreveu, ainda, como a Oficina de Formação de Mobilizadores foi organizada e divulgada no município. “Articulamos a cidade de quase 200 mil habitantes com seus lideres locais, um representante por unidade de ensino, toda mídia local, os secretários de educação da mesorregião do Vale do Itajaí e a coordenação do Grupo Articulador de Fortalecimento do Conselho Escolar de Santa Catarina (GAFCE/SC) para que a Mobilização tenha muita força em Itajaí e possa se propagar no estado”, afirmou.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Itajaí (SC)
Data: 8 e 9 de abril de 2014
Local: Auditório da Secretaria Municipal de Educação de Itajaí – Av. Ver. Abrahão João Francisco – 3855 – Ressacada
Horário: 8h às 18h

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Milagres (BA) capacita mobilizadores e reforça incentivo à interação família-escola

Participantes da Oficina de Formação de Mobilizadores
em Milagres (BA)
Representantes da Secretaria Municipal de Educação, professores, coordenadores e diretores de escolas municipais, lideranças religiosas, membros do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Conselho Tutelar e agentes comunitários de saúde estão entre os voluntários que participaram, nos dias 20 e 21 de fevereiro, de Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Milagres, na Bahia. Dos 44 participantes da atividade, 39 se dispuseram a compor o Comitê de Mobilização local formado ao final do evento, com o objetivo de reforçar as ações de incentivo à interação família-escola na cidade.

Conduzida pela representante da equipe do Plano de Mobilização no Ministério da Educação (PMSE/MEC), Doris Cardoso Prudente Bertolino, a Oficina contou com exposições sobre as metas, estratégias e estatísticas do PMSE, bem como sugestões de implementação do Plano. Os voluntários conheceram, ainda, os avanços e desafios da Educação no Brasil, os principais programas do poder público de apoio à Educação Básica e exemplos de boas práticas de incentivo à interação família-escola-comunidade em diversas localidades.

De acordo com a palestrante, Doris Cardoso, os participantes se mostraram receptivos às orientações do Plano de Mobilização e dispostos a fortalecer as ações para aproximar familiares e educadores. “O resultado do evento foi bastante positivo, com um público bastante participativo e interessado, comentando inclusive da importância dos conhecimentos e experiências repassados através da oficina e da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos como instrumento de conscientização”, afirmou.

Integrantes do Comitê de Mobilização de Milagres
O apoio da Secretaria Municipal de Educação de Milagres ao grupo de mobilizadores também foi destacado pela representante do PMSE/MEC. “A secretária, professora Maria Helena Regis Amaral, se mostrou muito interessada e agradeceu muito nossa contribuição, o que também aconteceu com os demais profissionais presentes. Acredito que os mobilizadores estarão colocando em prática o aprendizado que tiveram”, relatou Doris.

Entre os públicos apontados como prioritários pelo Comitê de Milagres para receber as ações de Mobilização, estão os beneficiários do Programa Bolsa Família e o público atendido pela promotoria da Infância e Juventude e pelo Conselho Tutelar. Os mobilizadores pretendem também buscar parcerias com a Igreja Católica, demais conselhos municipais, associações de bairro e comercial, além do Poder Judiciário.

Confira abaixo a composição do Comitê de Mobilização Social pela Educação de Milagres (BA):


quinta-feira, 3 de abril de 2014

Prêmio Curta Histórias abre inscrições

Estão abertas, até o dia 25 de abril, as inscrições para o prêmio Curta Histórias, concurso de vídeos de curta metragem voltado aos estudantes da educação básica da rede pública de ensino do Brasil. O objetivo é incentivar novos talentos e estimular o desenvolvimento das atividades pedagógicas e audiovisuais de cunho cultural e educativo nas escolas públicas do país.

Promovido pelo Ministério da Educação – MEC, o concurso busca valorizar a identidade étnico-racial da população brasileira, conforme a Lei nº 10.639/2003, regulamentada pela Resolução CNE/CP nº 01/2004 e pelo Parecer CNE/CP nº 03/2004. O prêmio, este ano, está em sua segunda edição e tem como tema Personalidades Negras.

O concurso é dividido em quatro categorias (Ensino Fundamental – anos iniciais; Ensino Fundamental – anos finais; Ensino Médio; Educação de Jovens e Adultos), e cada escola poderá inscrever apenas um vídeo em cada categoria. O material deverá ser produzido por uma equipe formada por um professor ou educador responsável e até cinco alunos.

O concurso terá cinco vídeos finalistas em cada categoria e o Júri Popular e a Comissão Julgadora Final escolherão os dois vencedores. Estes serão anunciados na página do Curta Histórias na internet.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site até o dia 25 de abril. O regulamento do prêmio Curta Histórias está disponível neste link.

Para auxiliar os participantes na elaboração do trabalho, o Curta Histórias disponibiliza em seu site dicas de produção audiovisual e um tutorial de postagem de vídeos na internet.

Com informações do portal do MEC

Fonte: Blog Educação

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Escola de Cabaceiras (PB) divulga Cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos

Familiares de alunos estiveram reunidos na EMEF
Abdias Aires de Queiroz para conhecer a mensagem
da Cartilha
Incentivar as famílias a se envolverem no cotidiano escolar dos filhos é uma das estratégias adotadas pela Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Abdias Aires de Queiroz, em Cabaceiras, na Paraíba, para melhorar o aproveitamento do ensino. No dia 24 de fevereiro, aderindo à Campanha de Volta às Aulas: Nenhuma família fora da escola, a direção da unidade de ensino convidou pais e familiares de alunos para serem apresentados à mensagem da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos.

Atividade abriu espaço para o debate sobre o conteúdo da
publicação
Estiveram presentes no encontro, além de membros da direção da escola e familiares de alunos, coordenadores, professores e representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Cabaceiras. De acordo com a mobilizadora e educadora da EMEF Abdias Aires de Queiroz, Ielba Valeska de Farias Sousa, a reunião também teve como objetivo dar início à articulação de Comitê de Mobilização local.

“Nessa primeira reunião, tratamos da importância da relação família-escola, distribuímos exemplares da cartilha e dialogamos sobre seus conteúdos. Buscamos socializar a cartilha, para, no próximo encontro, formarmos o Comitê”, contou a mobilizadora. 


Com informações de Ielba Valeska de Farias Sousa, mobilizadora social pela Educação em Cabaceiras (PB).