terça-feira, 21 de outubro de 2014

Concurso Tempos de Escola divulga Destaques Nacionais e Municipais

A 6º edição do Concurso Tempos de Escola chega a sua etapa final. Neste ano, alunos e professores de 16 cidades apoiadas pelo projeto Parceria Votorantim pela Educação – PVE participaram da competição, que teve com tema geral Nossa cidade também ensina. A educação está em todos os lugares. A iniciativa recebeu 3.982 redações e atingiu a maior média de inscrições por município desde que teve início.

De acordo com o regulamento, todos os textos passaram por um processo de triagem realizado pela equipe técnica do PVE e os finalistas foram avaliados por uma comissão julgadora formada por representantes do Instituto Votorantim, do Ministério da Educação – MEC, do Canal Futura e da Comunidade Educativa CEDAC.

Os alunos do 4º, 5º e 6º ano do ensino fundamental (Categoria 1) reconhecidos como Destaques Municipais do concurso serão premiados com uma bicicleta; os alunos do 7º, 8º e 9º ano do ensino fundamental (Categoria 2) e do 1º ao 3º do ensino médio (Categoria 3) irão receber uma câmera fotográfica. Todos também terão os seus textos publicados no Blog Educação (em breve) e receberão um diploma de participação.

Já os estudantes do Ensino para Jovens e Adultos – EJA (Categoria 4) serão premiados apenas como Destaques Nacionais, junto com outros alunos de cada categoria do concurso. Todos os Destaques Nacionais receberão um computador notebook. As premiações serão realizadas, em cada município participante, até o dia 30 de novembro de 2014. 

Confira, no Blog Educação, a lista com os nomes dos ganhadores da 6º edição do Concurso Tempos de Escola.  

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Movimento Todos Pela Educação propõe iniciativas para apoiar famílias, escolas e comunidade

Imagem do Portal 5 Atitudes pela Educação
O movimento Todos Pela Educação lançou, no dia 14 de outubro, um conjunto de iniciativas mobilizadoras pela Educação focadas em 5 atitudes que devem ser incorporadas por famílias, escolas e comunidades. A ideia é que as atitudes engajem ainda mais a sociedade na busca pela melhoria da qualidade da Educação Básica do País. 

No pacote de ações, estão: a campanha Todos Somos Educadores, o portal interativo www.5atitudes.org.br e uma série de materiais voltados a famílias, escolas e organizações que ajudam ou querem ajudar no aprendizado das crianças e jovens.

As atitudes vêm complementar a agenda do movimento, que foi criado em 2006 com o objetivo de contribuir para que até 2022 o Brasil ofereça Educação de qualidade a todas as suas crianças e jovens cumprindo 5 metas. Na busca de ampliar sua pauta com temas prioritários à Educação do País, o TPE lançou, em 2010, 5 bandeiras que abarcam políticas para a aceleração do cumprimento das metas.

As 5 Atitudes são:
1- Valorizar os professores, a aprendizagem e o conhecimento
2- Promover habilidades importantes para a vida e para a escola
3- Colocar a Educação escolar no dia a dia
4- Apoiar o projeto de vida e o protagonismo dos alunos
5- Ampliar o repertório cultural e esportivo das crianças e dos jovens

Nas Metas, Bandeiras e Atitudes do movimento o foco das ações é o aluno. No entanto, no caso dessas últimas, a diferença é justamente o objetivo de envolver atores que participam direta ou indiretamente do dia a dia das crianças e jovens no processo de Educação delas.

As 5 atitudes resultam de um intenso período de pesquisa composto por entrevistas com pais, alunos, professores, diretores, coordenadores pedagógicos e especialistas em cidades nas cinco regiões do Brasil.

“Nestes 8 anos pudemos ver muitas mudanças e conquistas na Educação do Brasil. Mas sabemos também que precisamos fazer ainda mais”, afirmou Maria Lucia Meirelles Reis, diretora e sócia-fundadora do Todos Pela Educação.

Saiba mais em matéria publicada pelo Todos pela Educação e no portal 5 Atitudes pela Educação.

Com informações do site do Todos pela Educação.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Feliz Dia dos Professores!

Homenagem do Inep ao Dia dos Professores
A equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação (PMSE/MEC) parabeniza, neste 15 de outubro, os 2,5 milhões de profissionais do ensino do Brasil. Direcionamos nossa homenagem e nosso agradecimento, em especial, aos professores e professoras que também são mobilizadores e incentivam a participação das famílias e da comunidade como forma de melhorar o aproveitamento do ensino e a qualidade da educação.

Neste Dia do Professor, vale lembrar também as palavras do grande educador Paulo Freire: 

"A data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios (...). Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda". 

Leia mais sobre a data no Portal do MEC:

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Participação da família é decisiva para formação do jovem leitor

Transformar a leitura em um momento prazeroso para as crianças pode ser a chave para a formação de jovens e adultos leitores. No último 12 de outubro, data que marca o Dia Nacional da Leitura e Dia da Criança, especialistas e professores foram ouvidos pela Agência Brasil e avaliaram que a leitura não pode ser encarada como uma obrigação e a participação da família desde cedo pode ser decisiva nesse processo.

Com 25 livros infantis publicados e mãe de três filhos, a escritora Alessandra Roscoe diz que uma relação prazerosa das crianças com a leitura é a principal forma de aproximar os pequenos dos livros. Alessandra conta que já lia para os filhos antes mesmo de eles nascerem, quando ainda estava grávida.

Foto: Fernando Frazão / Arquivo Agência Brasil
“Você cria um vínculo afetivo, uma relação muito mais forte, com a voz da mãe, do pai, com quem quiser ler em voz alta para a barriga. A criança estimulada a encontrar o livro desde cedo tem uma relação prazerosa com a leitura, e não uma relação de obrigação, não uma coisa chata”, diz.

Alessandra faz uma crítica aos pais que “escondem” os livros dos filhos. Para ela, os livros precisam ficar ao alcance das crianças. “A criança tem que ter acesso, tem que poder manusear. Não adianta ter aquele livro na última prateleira da estante, dizer que tem livros infantis maravilhosos, mas não ler com o filho”, argumenta.

A socióloga Zoara Failla, do Instituto Pró-Livro, também defende que transformar a leitura em um momento de reunião com a família é um passo importante na formação de novos leitores. “É fundamental que a família dê o exemplo. Quando você lê para crianças, em momentos lúdicos, cria na memória dessa criança algo afetuoso”.

Zoara, que também coordena a pesquisa Retratos da Leitura do Brasil, defende a importância de se presentear a criança com livros como forma de criar gosto pela leitura. Segundo a pesquisa, 88% daqueles que gostam de ler ganharam livros em algum momento da vida.

“A criança que ganha um livro, vê que aquilo é importante. Quando a criança está alfabetizada, a leitura contribui para o vocabulário, para a melhora da capacidade da escrita. É principalmente por meio da leitura que a criança tem acesso ao conhecimento, à cultura, o que é muito importante para a formação desses cidadãos”, defende.

A leitura mediada é a base do projeto Roedores de Livros, no Distrito Federal. A iniciativa, coordenada pela professora Ana Paula Bernardes, promove leituras em grupo com crianças de 5 a 14 anos, além de funcionar como uma biblioteca.

“A gente conquista uma criança lendo para ela. Ela sente muito prazer em estar junto a um adulto, em alguém estar lendo com ela.”

A professora cobra mais envolvimento das famílias para a formação de jovens leitores. “Coloquem os livros em coisas gostosas da família. Levem a criança a uma livraria, biblioteca, leiam para a criança. A criança vai associar a leitura com uma coisa boa”, recomenda.

Para Ana Paula, o principal benefício da leitura na vida das crianças é a formação de cidadãos críticos. “Esse dia a dia com o livro e com pessoas que leem, que conversam, que discutem, traz um enriquecimento muito grande, faz com que essas crianças fiquem mais atentas aos detalhes.”

Professora da rede pública do Distrito Federal, Fabiana Machado dá aulas para crianças de 6 e 7 anos, em uma turma do 1º ano do ensino fundamental. Fabiana diz que percebe a diferença em sala de aula entre os alunos que costumam ler e o que não gostam dos livros.

“Muitos alunos ainda estão começando a aprender a ler, mas é visível que aqueles que se esforçam para ler uma história, que pedem livros, tem uma desenvoltura maior em sala”. Para a professora, o incentivo dos pais é fundamental na formação de leitores.

“Não adianta eu dizer que a leitura é importante, que a criança tem de ler, se os pais não dão exemplo”, completa.

terça-feira, 7 de outubro de 2014

Teotônio Vilela (AL) forma mobilizadores para incentivar interação família-escola

A Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Teotônio Vilela (AL) promove, nos dias 8 e 9 de outubro, Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação. Realizada em parceria com o Plano de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação (PMSE/MEC), a formação tem como objetivo capacitar voluntários para o desenvolvimento de atividades de incentivo à interação família-escola-comunidade.

São esperados para a Oficina cerca de 80 participantes, entre gestores escolares, professores, membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), do Conselho Municipal de Educação (CME) e do Conselho Tutelar, bem como lideranças de entidades religiosas. As exposições da formação serão conduzidas pela representante do PMSE/MEC, Luiza Catarina Sousa Carvalhal. 

Durante o evento, os participantes receberão informações sobre os avanços e desafios da Educação no Brasil e vão conhecer as metas, estratégias e estatísticas da Mobilização Social pela Educação. Serão fornecidos, ainda, sugestões de atividades e exemplos de boas práticas de incentivo à interação família-escola em diversas localidades.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Teotônio Vilela (AL)
Data: 8 e 9 de outubro de 2014
Local: Auditório da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) de Teotônio Vilela
Horário: 8h às 18h

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Membros do Judiciário apoiam ações de mobilização social pela Educação em Itajaí (SC)

Mobilizadores e representantes do Judiciário que organizaram
palestras sobre interação família-escola em Itajaí
A importância da participação dos pais no cotidiano escolar foi tema de palestras conduzidas pela juíza da Vara da Infância e da Juventude, Sônia Moroso Terres, e pela promotora Sandra Faitlowicz Sachs, no dia 14 de agosto, em Itajaí (SC). Realizadas no salão paroquial da igreja São Vicente de Paulo, as exposições foram organizadas por ação integrada dos mobilizadores que atuam nas escolas básicas José Medeiros Vieira, Mansueto Trés e Aníbal César. 

Entre os participantes, estiveram presentes familiares de alunos e educadores das três instituições de ensino. Durante as palestras, as representantes do Judiciário apresentaram as orientações da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos, ressaltando os benefícios da interação família-escola no processo de aprendizagem.

Segundo a mobilizadora Nádia Regina Machado, o evento foi planejado durante a Oficina de Formação de Mobilizadores realizada em Itajaí em abril deste ano, e outras ações semelhantes vêm sendo desenvolvidas nas escolas do município catarinense. “Temos 112 unidades de ensino com quase 28 mil alunos da rede municipal na educação básica. Todas as unidades de ensino estão fazendo eventos e ações que incentivam a interação entre a escola e a família. Em cada evento, é estudada uma parte da cartilha Acompanhem a vida escolar dos seus filhos”, informou.

Atividades com as famílias

Alguns dos brinquedos confeccionados por pais e alunos
de centros infantis de Itajaí
Outro exemplo das ações promovidas pelos mobilizadores itajaienses nas escolas pôde ser observado entre os meses de maio e junho, quando as famílias foram convidadas a participar de atividades para confecção de brinquedos com materiais recicláveis em centros de Educação Infantil. 

Planejada pelos professores, a ação foi considerada bem-sucedida. “As famílias participaram com muito interesse, confeccionaram brinquedos criativos. Foi um envolvimento relevante para a instituição e para as famílias. Ficamos satisfeitas pela participação dos pais, pois a parceria entre a família e o centro de Educação Infantil é essencial quando pensamos em alcançar uma prática de sucesso na educação”, afirmou a professora e mobilizadora Maria Vanderléia de Simas dos Santos.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Portal lançado pelo MEC reúne informações sobre ensino de tempo integral

Lançado no último dia 18 pelo Ministério da Educação – MEC, o portal Educação Integral reúne informações e notícias sobre programas de ensino de tempo integral. O site tem como objetivo facilitar o acesso aos dados das iniciativas, bem como ampliar o contato com professores, gestores municipais e estaduais de educação e com as comunidades.

O portal é dividido em áreas temáticas, de “acesso rápido e intuitivo”. Na barra superior, há informações sobre o Programa Ensino Médio Inovador – ProEMI, sobre o Mais Educação e sobre a educação infantil no país. Além disso, no site também estão as videoconferências produzidas pela Secretaria de Educação Básica – SEB, legislação e documentos dos programas e publicações produzidas pelo MEC.

Ainda em desenvolvimento, a aba de links será um espaço dedicado a divulgação de sites e experiências educativas relacionadas à educação integral em todo o país. Aberto a contribuição, o portal convida os interessados a enviar sugestões, dúvidas e conteúdos sobre a temática pela internet, através do e-mail educacaointegral@mec.gov.br.

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Mobilizadores de Ilhéus (BA) participam de Seminário sobre o Plano Nacional de Educação

Mobilizadores e educadores participaram do Seminário sobre
o PNE em Ilhéus
Mobilizadores sociais pela Educação que atuam no município baiano de Ilhéus participaram, no dia 4 de agosto, de Seminário sobre o Plano Nacional de Educação (PNE) na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Organizado pelo Departamento de Ciências da Educação (DCIE) e pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) da UESC, em parceria com a União dos Conselheiros Municipais de Educação (UNCME), o evento teve como tema “Os desafios das políticas educacionais para a próxima década”. 

A programação do Seminário incluiu palestra sobre o PNE conduzida pelo Secretário Executivo Adjunto do Ministério da Educação e coordenador do Fórum Nacional de Educação, Francisco das Chagas Fernandes. Em sua exposição, o secretário abordou os cenários, expectativas e desafios para implementação do Plano Nacional de Educação.

(Da esq. para a dir.) Mobilizador Roberto Corsário; secretário
executivo adjunto do MEC, Francisco das Chagas; e mobilizador
Vandilson Gomes 
A atividade contou, ainda, com apresentação realizada pelo coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara, que abordou o financiamento da Educação no âmbito do Plano Nacional. A professora titular da Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Goiás e representante da Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação (ANFOPE), Iria Brzezinski, por sua vez, debateu com os participantes sobre a formação de professores. 

Além dos mobilizadores, participaram do Seminário membros de conselhos municipais de Educação, secretários de Educação, estudantes da UESC, representantes de pais de alunos e de instituições relacionadas à Educação. 

Leia mais sobre o evento no blog Tresilhasilheos, mantido pelo mobilizador Roberto Corsário. 

Saiba mais sobre o Plano Nacional de Educação no Portal do PNE.

Fotos e informações: Blog Tresilhasilheos

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Santa Inês (MA) promove Dia da Mobilização Social pela Educação

Atividades do Dia da Mobilização Social pela Educação em
Santa Inês foram realizadas na EM Maria Martins Bringel
Com o intuito de mobilizar as famílias e a comunidade pela melhoria da Educação, o Comitê de Santa Inês (MA) realizou, no dia 12 de setembro, as comemorações do Dia Municipal de Mobilização Social pela Educação. Celebrado oficialmente no dia 10 de setembro, como estabelece a Lei Municipal nº 482 de 20 de julho de 2009, o Dia de Mobilização contou com o apoio da Prefeitura e da Secretaria Municipal de Educação de Santa Inês. 

Membros do Comitê de Santa Inês (MA) organizaram as ações
do Dia de Mobilização
As atividades do Dia de Mobilização Social pela Educação do município maranhense foram promovidas na Escola Municipal Maria Martins Bringel. Além de pronunciamentos do prefeito Ribamar Alves e da secretária municipal de Educação, Maria da Conceição Sousa Costa, a programação do evento incluiu apresentação conduzida pela integrante do Comitê local, Linete de Jesus Colares Nogueira. 

Durante o Dia, pais, alunos, professores e gestores das escolas públicas de Santa Inês participaram de atividades sobre a importância da participação das famílias na trajetória escolar. Também foram promovidas ações em parceria com a secretaria de Saúde, como vacinação, aferição de pressão arterial e glicemia e emissão do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). 



Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação

Participantes da Oficina de Formação de Mobilizadores em
Santa Inês (MA)
A realização do Dia da Mobilização e de outras ações que têm contribuído para aproximar familiares e educadores em Santa Inês foram impulsionadas pela Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação recebida pela cidade em abril deste ano. Promovida com o objetivo de reforçar a atuação do Comitê local e conquistar novas adesões e parcerias, a formação foi organizada por integrantes do grupo de mobilizadores em parceria com a equipe do Plano de Mobilização Social pela Educação no Ministério da Educação (PMSE/MEC). 

As exposições do evento de capacitação foram conduzidas pelo representante do PMSE/MEC, Sérgio Benedito Maia, que ressaltou a importância do trabalho contínuo junto a familiares e educadores realizado pelos mobilizadores santa-inesenses.  

Representante do PMSE/MEC, Sérgio Maia (centro), conduziu
as exposições da Oficina
“É louvável perceber que, desde 2010 até os dias de hoje, as ações do Plano de Mobilização Social pela Educação foram mantidas em Santa Inês por um grupo de voluntários engajados com a causa da melhoria da Educação e do fortalecimento da interação família-escola-comunidade. A realização da Oficina veio reforçar a atuação das várias lideranças que estão surgindo e reconhecer o esforço e dedicação daquelas que já vinham atuando no município”, destacou. 

Além de mobilizadores de Santa Inês, a Oficina contou com a participação de representantes dos municípios maranhenses de Olho d’Água das Cunhãs, Monção, Tufilândia, Santa Luzia e Pindaré-Mirim. “Foi um evento muito proveitoso, que repercutiu em vários municípios da região, organizou o grupo e fortaleceu o entendimento de todos”, afirmou a mobilizadora Linete Nogueira. 

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Mossoró (RN) forma mobilizadores sociais pela Educação

A Secretaria Municipal de Educação de Mossoró (RN), em parceria com o Plano de Mobilização Social pela Educação do Ministério da Educação (PMSE/MEC), promove, nos dias 22 e 23 de setembro, Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação na cidade potiguar. A capacitação tem como objetivo fortalecer as ações de incentivo à interação família-escola-comunidade no município.

Articulada junto ao MEC pela secretária de Educação adjunta, Mariza Cardoso Pinto da Mata, com o apoio da Diretoria Regional de Educação (DIRED), a Oficina em Mossoró terá entre seus participantes educadores da rede municipal e estadual de Ensino. O evento será realizado na Biblioteca Pública Municipal e terá exposições conduzidas pelo representante do PMSE/MEC, Paulo Ronaldo dos Santos.

Durante a Oficina, serão apresentadas as metas, estratégias e estatísticas do Plano de Mobilização Social pela Educação, além de exemplos bem-sucedidos de sua implementação em diversas localidades do País. Os mobilizadores vão conhecer, ainda, os avanços e desafios da educação brasileira, os fundamentos da interação família-escola e sugestões de atividades para aproximar familiares e educadores.

Serviço

Oficina de Formação de Mobilizadores Sociais pela Educação em Mossoró (RN)
Data: 22 e 23 de setembro de 2014
Local: Biblioteca Pública Municipal de Mossoró
Horário: 8h às 18h